Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2012

Lá vem, de novo, o vitimismo de Lula. É para rir?

O deputado João Paulo Cunha, do PT, escreveu que lamenta o uso político que estão fazendo do encontro de Lula com Gilmar Mendes. Note-se que já é consenso universal que o encontro houve. Note-se que o encontro foi eminentemente política de boa vizinhança, se o que Lula mandou escrever como resposta for verdade. E aí vem o deputado João Paulo para criticar o uso político de um evento político? 


E o deputado também começa a esboçar uma espécie de tese, que Lula pode bem requentar com seu gênio para enrolar os outros no papo. Ainda vou observar melhor o quadro todo para escrever a tese que surgirá dentro de pouco tempo para defender Lula, defender não, dar a ele um coro de espinhas curvadas pela frente enquanto preparam sua saída da cena política, na condição de vítima do preconceito das elites, que é a conversa mole de sempre do partidão que se rachou todo desta vez.


Como diria Tancredo, ao ir ao encontro de Gilmar Mendes, Lula começou a lidar com profissionais. Ainda que não existam sant…

alguma dúvida?

Fala sério, a situação do PT não é inverídica?


Mas espera lá. Dizer que não sabia de nada já não tinha sido uma declaração inverídica?


De situação inverídica em situação inverídica o PT se tornou um partido inverídico, ou seja, falso e mentiroso.







"O espetáculo da arte depende de quem se enamora de você"

As delícias dos beijos e de uma simples e bem-humorada canção

O construtor de ratoeiras

A informação de Veja de que o ex-presidente Lula se embrenhou num matagal traiçoeiro coloca um ponto de não retorno numa curva delicada da história brasileira.


A questão mais importante estará amanhã mesmo, com o defunto da imagem de Lula ainda sendo velado, na ordem do dia.


Lula foi o artífice de um tipo de corrupção, a corrupção da demogagia vestida de santidade. Sua natural saída será dizer ao povo que todas as conquistas, como o falso bolsa-família, o hipócrita fome-zero, serão retiradas e que os brasileiros voltarão a passar fome.


Mas mesmo o mais necessitado dos seres sabe, pela força da própria natureza humana, quando um santo desvia a atenção com jogos de cena e de mão, não valendo nada a hóstia do milagre prometido.


Lula assumiu o risco de manipular pessoas em nome dos amici do mensalão. Disfarçado de doente combalido agiu nos bastidores onde as ratoeiras não são novidade. Somente um bom construtor de ratoeiras faz isso. Só não pode agir como rato.



Tornei-me conservador, já posso morrer

Era uma eterna discussão nos tempos da faculdade, das sextas-feiras regadas a papo-furado e paqueras sem futuro. Éramos jovens mas já sentíamos a dificuldade de ser sempre aquilo que éramos naquele momento. Olhávamos para o futuro com um olhar de quem conhece segredos profundíssimos, portadores de um modo de ser que os "velhos e conservadores" nem imaginavam.


E o futuro chegou. Dos amigos todos somente um tornou-se rico, rico rico, não rico do PT, que aí não dá para dizer que tornou-se rico, né mesmo, por que enriquecer tirando do bolso do povo era algo que naquelas conversas quase revolucionárias, ambientadas pela Libelu, figurava como primeiro item da lista a ser consultada assim que um nome surgia para candidato ao fuzilamento, a ser fuzilado mesmo, entenda-se.


Quem percebeu nossa ingenuidade saiu de fininho, do bar e das nossas inúteis conversas de aguerridos guerrilheiros de merda, de fodidos párias em estado de auto-enrolação. O problema é que alguns dos que ficaram torn…

Um governo improvisando o improviso

Começa uma crise na Europa, devidamente antecipada por analistas. No Brasil essa crise foi batizada espertamente de marolinha lulinha da silvinha. 


Em vez de aproveitar a crise de fora e dar mais uma volta no parafuso das correções estruturais do custo Brasil, Marolinha Lulinha da Silvinha deu uma volta retubante no seu parafuso de falar e ganhar as paradas "no bico".


Uma crise econômica não aparece do nada nem passa como o vento ou o verão. Os custos embutidos ficam em estado latente, pulsando, como urso em estado de hibernação, mas dá sinais sutis que nem por serem sutis deixam de ser claros.


Marolinha Lulinha da Silvinha, vulgo "Gênio", na opinião do ex-ministro Delfim Neto, acabou mesmo dando um golpe de Delfim, que outrora no posto de ministro também fez pirotecnias gerando uma dívida bilhardária que resultou num processo inflacionário sem precedentes, somente domado por Fernando Henrique Cardoso.


Dizem que um gênio reconhece outro rapidamente. No caso citado, sur…

Com a verdade nos olhos...

My way

David Gilmour

Quem nasceu bem depois e jovem é talvez não goste





Benigni tenta lembrar-se de uma coisa boa feita por Berlusconi

Com um pouco de paciência.....

Paolo Conte, só para quem sabe

Um pouco de tudo num muito de jazz, e bem italiano, a letra está logo abaixo em italiano e em inglês.

Diavolo rossoQuelle bambine bionde
con quegli anellini alle orecchie
tutte spose che partoriranno
uomini grossi come alberi
che quando cercherai di convincerli
allora lo vedi che sono proprio di legno
Diavolo rosso
dimentica la strada
vieni qui con noi
a bere un'aranciata
contro luce tutto il tempo
se ne va...


Guarda le notti pio alte
di questo nord-ovest bardato di stelle
e le piste dei carri gelate
come gli sguardi dei francesi
un valzer di vento e di paglia
la morte contadine
che risale le risaie
e fa il verso delle rane
e tutto ha
arriva sulle aie bianche
come le falciatrici di raccolto




Voci dal sole altre voci,
da questa campagna altri abissi di luci e di terra e di anima niente pio che il cavallo 
o il chinino
e voci e bisbiglio d'albergo:
amanti di pianura
regine di corrieri e paracarri
la loro, la loro discrezione antica
O acqua e miele...
Diavolo rosso
dimentica la strada
vi…

Vinho é melhor que remédio

Não chega a ser uma novidade, mas aqui está do jeito que a nota foi redigida no portal HypeScience: "Cientistas austríacos descobriram que o vinho tinto é uma poderosa fonte de compostos antidiabéticos. Eles testaram 10 vinhos tintos e dois brancos para descobrir como os vinhos se ligavam a uma proteína chamada PPAR-gama, que regula a absorção de glicose nas células adiposas. Resultado: os tintos se ligavam facilmente à proteína. A tendência visualizada é de que 100 mililitros de vinho tinto se vincule com a PPAR-gama até quatro vezes mais que uma dose diária do remédio Rosiglitazona, utilizado como tratamento para a diabetes tipo 2. O responsável por esse efeito é o flavonóide epicatequina galato, que também está presente no chá verde".In vino veritas (no vinho, a verdade)

Começa a onda de pesquisas duvidáveis

Pesquisa eleitoral de resultado duvidável. De repente, aparece uma empresa de nome desconhecido, inativa antes, e ganha manchetes oportunas em regiões oportunas. 
Oportunas a quem? Com dinheiro de quem? Em nome de quem?
Negócio talvez pouco rentável, ou bem rentável, depende. Mas, ironia do mercado, os dados disponíveis não permitem precisa avaliação.
Margem de erro, por exemplo, é mistério que ninguém explica direito.
Que precisamos de pesquisas, precisamos. Mas se uma pesquisa diz uma coisa e outra pesquisa mostra resultado completamente diferente, então algo aponta para estratégia de campanha.
Não basta registrar pesquisa e formalizar um procedimento. Hoje, precisamos de instituições que se debrucem sobre as empresas e institutos de pesquisa, que avaliem dados e procedimentos. 
Democracia requer, sempre, aprimoramentos, a começar com um cidadão mais bem informado. 
Enquanto, nós, cidadãos, acharmos que política é assistencialismo, balcão de pedidos de emprego, a culpa sempre será nossa,…

A alma presa e a alma solta e que decide morrer

O genereal Al North teve uma carreira brilhante. Mas foi deixado de lado na promoção feita pelo presidente dos Estados Unidos, que colocou o general Samson no comando das forças armadas.
São dois personagens do livro 2012, A Guerra pelas Almas, de Whitley Striber. 
Já deixei indicado que a literatura de Strieber é deficiente. 
Mas não é todo dia que nasce um Borges, um Dostoievski, um Verissimo ou um Mailer, para não falarmos em Proust, Balzac e Victor Hugo.
Al North é o sujeito que descobre tardiamente uma trama diabólica do universo paralelo. Seres-répteis que têm a capacidade de tomar uma forma humana quando ultrapassam os portais e coabitam com humanos. Objetivo dos seres reptilianos: escravizar os humanos, extraindo-lhes a alma.
Al North é capturado. Sua alma é capturada e mantida viva num certo meio tecnologicamente concebido. Os reptilianos são muito mais avançados em termos científicos mas muito atrasados em termos morais. É a moral de Strieber, meio rasteira é verdade, mas produz …

Então a alma decide se libertar, chamamos isso de suicídio?

Volto ao livro de Whitley Strieber, 2012, A Guerra pelas Almas. Agora, para colocar mais um tijolo na estante que venho construindo com as ideias exploradas por ele na obra e pelas inevitáveis correlações a que leva.


Para um leitor de romances-cor-de-rosa aquilo que a imaginação extravasa para além do habitual pode ser considerada coisa do demônio. Pensava nisso quando precisamente tropecei nas linhas em que Strieber sustenta que velhos deuses passaram a ser considerados novos demônios... 


E os seres-répteis que ele apresenta são a forma concreta dos demônios. Logo, demônio é um conceito, bem humano, porque ao retratar as ações de universos paralelos vai ficando claro que um lado representa aquilo que somos pelo que fazemos. O segundo lado, o externo, se preferirem, é aquilo que fantasiamos como sendo aquilo que somos, sendo apenas aquilo que gostaríamos de ser.


E a ciência tem sido pródiga em modelos que alimentam a literatura. Se alguém se aventurou a iniciar a leitura de 2012 talvez c…

A nossa alma como algo material, arrancável e controlável

Escrevi outro dia uma resenha sobre o livro 2012, A Guerra pelas Almas, de Whitley Striber. Deixei indicada a leitura a partir de uma noção explícita do livro mas que deixei passar em branco, considerando a leitura do contexto tão importante quanto a leitura do apostilado específico. 

Já está na hora de avançar um pouco. Imagine que a ciência descubra que nossa alma é material, que obedece a uma certa configuração de átomos que lhe permite ser invisível mas destrutível. E que, sim, também tem a característica de viver para além da nossa morte, não sendo obrigatoriamente um atributo divino. 

Agora imagine mais um pouco: um sistema de punição social que atua "arrancando" a nossa alma enquanto ainda estamos vivos e "executando" essa alma de maneira a evitar que volte a agir no mundo material em outra forma corporal.

São dois ingredientes presentes naquela noção que expressei de que havia, há, um conceito mais interessante na trama de Strieber do que o mero fim do mundo e…

Repeteco, o homem do guarda-chuva, simples e bem-feito

Choveu na noite anterior. No dia seguinte, sol, luz e um cheiro de paz, um brilho de gestos e um crime no ar.


A beautiful day in the neighborhood. É só clicar e abrir, amplie para toda a tela e assista, sem pressa. Assista várias vezes.

http://video.nytimes.com/video/2011/11/21/opinion/100000001183275/the-umbrella-man.html

A culpa também é nossa

Toda cidade tem calçada. Grande novidade, não? Pois muito bem, nos apropriamos da calçada porque ela é nossa. Então quando cruzamos, todo dia, com uma montanha de entulho em nosso caminho culpamos logo a prefeitura, qualquer prefeitura. Em algumas cidades, vereadores são eleitos prometendo acabar com o entulho ou montanha de resíduos de árvores, sofás, cercas, pneus, sacos de restos vários. 
O problema é que eles não dizem ao dono daquele monte de restos que a responsabilidade por deixar a calçada limpa é dele, cidadão. A prefeitura deveria simplesmente multá-lo. Não, o vereaodor, sobretudo se já está eleito, vai usar o poder de pressão para montar um esquema de concorrência com a prefeitura e vai virar um caçador eterno de votos, fazendo aquilo que o cidadão deveria ter feito.
Calçada é um meio de movimentação, cada um de nós paga o imposto mas deveria saber que não pertence à casa. Nem carro deve ser estacionado porque calçada é um meio de movimentação, circulação, transição.
Toda pref…

Os socialistas no poder

Há no parlamento europeu um comitê para Cultura, Mídia e Esporte. O que é democrático e necessário, mesmo sendo um continente fundamentalmente capitalista. Os socialistas de vez em quando brincam de governar, para sair do governo mais ricos e mais gordinhos, além de um currículo recheado por novos vinhos bebidos, no mais das vezes de ótima procedência. E com dinheiro do cidadão.
O PT sempre se disse socialista. Até chegar ao poder. A imagem do José Dirceu, naquele vídeo que roda pela net mostrando a impaciência autoritária que o caracteriza, é uma bela amostra de como são os socialistas por dentro. Mas você vai votar no Lula de novo, certo? Bem feito. Você merece.