Os bons momentos também se movem

A música que Aznavour sempre cantava para encerrar seus shows.

Fala desse sentimento "louco" que nos une, que nos faz ficar juntos e,  de repente, nos separa, que nos faz ricos num dia e pobres no dia seguinte.


Mensagens populares deste blogue

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

O complexo de Édipo na política brasileira

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?