Bento, o Breve. Deus, o ausente

Não tenho PhD em hermenêutica divinatória. E vivo num tempo em que não cabe repetir Heráclito, que dizia a quem o criticava que seus escritos destinavam-se aos que sabiam ler. 

Pois bem, Bento 16, o Breve, não encontrou Deus. Mas, Bento, eu também não encontrei. Nunca o vi, nem nunca o senti. Daí não poder, honestamente, auto-cognominar-me agnóstico; sou ateu mesmo.

Estranho o caminho das escrituras e das leituras. Foi apenas um relance, um átimo, como diriam os estudiosos e aplicadores das hermenêuticas todas. Mas vi na face de Bento 16 mais do que os rumores e remoendações sobre a falsa moral pregada por padres gays.

Nada contra os gays. Mas espera um pouco. Pregar a moral da santa família conservadora, respeitosa e castradora, e depois aliviar seus fardos no corpo de um ser igual, no pior dos casos, uma criança, haja paciência.

Mas não vi nada desses alardes emitindo rompantes na decisão de Bento 16 de ser o Breve (nem tão breve assim, afinal 8 anos de papado é o maior barato).

De imediato socorreu-me a memória, com as Confissões de Agostinho. Em algum momento daquele texto que diz maravilhas de Deus fiquei perplexo. Vi, naquele tal átimo das hermenêuticas, a ausência completa de Deus. Tive a certeza de que, ao contrário do que escreveu José M. Silva Rosa, Agostinho não encontrou Deus. Em verdade vos digo, quanto mais li as confissões, mais encontrei o vazio nas palavras de Agostinho.

Desde a renúncia de Bento não estou mais sozinho. O olhar perdido num ponto fixo do espaço, a face dura de solidão e pânico, de um Bento 16 menino de aprendizados, trouxe a mesmíssima percepção saída das leituras de Agostinho. Deus, o ausente.

Como escreveu Agostinho: "Não andes lá por fora, permanece em ti próprio. No interior do homem habita a verdade (noli foras ire, in te ipsum redi. in interiore homine habitat veritas)".

Deve ter sido resumido assim, no latim culto,  a máxima que para nós chegou na forma bíblica: "conhecereis a verdade, e esta vos libertará". Humana, demasiadamente humana.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

O complexo de Édipo na política brasileira

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?