Mal dispensável ainda que necessário

Grande bem para o Brasil quando Lula e PT se livrarem um do outro. Pois o PT deixará de ser seita, Lula deixará de ser o mal necessário.

Pois o PT sem Lula pode ser mais do que o PT, deixando de ser  circunstancialmente sectário ou autoritariamente relevante.


Mas o mal necessário continuará sendo o que é pois de si mesmo anda contente, achando que o circunstancial deve ser anseio geral. Pobre país.

Esse moço de apelido moluscado ainda venderá muita ilusão.

Correm histórias várias que mostram sua face oculta em tenebrosas transações.

Alguém conta a história do livo de ouro de um certo sindicato com nomenclatura beneditina?

Lembrarão do plano de manipular o Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT) lá pelos idos de 1994 em favor do PT?

Há muito a observar pelo caminho.

Comentários