Chuva, chuva, chuva.... França




Lo so, lo so che questo non è cipria, è sorriso…
e sì, che non è luce, è solo un attimo di gloria
e riguarda me, che sono qui davanti a te sotto la pioggia
mentre tutto intorno è solamente pioggia e Francia…


Eu sei, eu sei, isto não é brilho falso, é sorriso
e sim, sei que não é luz, é apenas um instante de glória
Olha pra mim, que estou aqui na tua frente debaixo da chuva
enquanto tudo em volta é somente chuva, e estamos na França.


Chissà cosa possiamo dirci in fondo a questa luce…
quali parole, luce di pioggia e luce di conquista…
hum… lasciamo fare a questo albergo ormai così vicino,
così accogliente, dove va a morir d'amore la gente…
 O que podemos dizer debaixo desta luz, quais palavras?
É chuva de luz e luz de uma conquista...
hum... deixa estar, o hotel está tão perto agora,
este refúgio aconchegante onde as pessoas vem morrer de amor...

Io e te, chissà qualcuno ci avrà pure presentato…
e abbiamo usato un taxi più un telefono più una piazza…
Io e te, scaraventati dall'amore in una stanza,
mentre tutto intorno è pioggia, pioggia, pioggia e Francia…

Eu e você, nem sei quem foi que nos apresentou
E usamos um táxi, um telefone e demos numa praça
Eu e você, entregues ao amor num simples quarto,
enquanto tudo em volta é chuva, chuva, chuva e França....

Comentários

Anónimo disse…
Canção bonita mas melancólica. Vc é melancólico? Ou um homem apaixonado?

Mensagens populares deste blogue

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

O complexo de Édipo na política brasileira

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?