Governo diz que não precisa dar respostas sobre bolsa-miséria


Gardênia Martins, habitante de uma região sofrida  do Brasil, diz no facebook por que está difícil defender este governo.


http://comentandoanoticia.blogspot.com.br/2012/09/o-pais-dos-elefantes.html

Dilma, a gerente, e Nula da Silva, o que apenas manda, seguem alimentando paquidermes.


Na velha Índia, os marajás costumavam "presentar" seus elefantes com "pulseiras" de ouro maciço. O Brasil parece ter importado, tardiamente, essa moda. Mas na moda petista, atual, os elefantes recebem gordas fatias de dinheiro, disparam normas que mexem com a vida de milhões de pessoas e ainda ganham uma pulseirinha de prata do presidente Barrigudo da Silva, que não é presidente, mas comanda a equipe da gerente Darusself Sópode Darnisso.

Enfim, até na estupidez da contradição, o governo federal do PT age de forma um tanto quanto paquidérmica, se o leitor suporta esse trocadilho.


O texto abaixo foi tirado do blog Saber é vencer, cujo link encontra-se logo abaixo. 
A fonte original é a Folha de São Paulo
Leia também a análise de José Fucs, 
a partir do link que serve de legenda 
a esse elefantão lulesma, dilmesco e petesco aí em cima.


Nunca um governo popular, como esse que nos desgoverna, chegou onde está prometendo transparência, apuração, rigor, seriedade. E nunca na história dos desatinos deste país, um governo popular revelou-se tão incompetente, mal-intencionado, manipulador, mentiroso, perdulário, pagando hotéis em Roma como se vivessem num marajanato de dar pulseira de ouro a elefantes.



Para caluniar a oposição, todos se manifestaram. Quando a VERDADE aparece, todos fogem
O governo federal se negou a divulgar informações detalhadas sobre o pagamento adiantado do Bolsa Família, que pode ter originado os boatos sobre o fim do programa e a corrida aos caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal no dia 18 passado.

Questionados pela Folha em relação a pontos ainda obscuros do episódio, tanto o banco como o Ministério do Desenvolvimento Social afirmaram que não responderiam as perguntas.

Foram requisitados os documentos internos que oficializaram a liberação, tanto no dia 17 (sexta-feira) quanto, se houver, no dia 18 (sábado). A Folha pediu ainda nome e cargo das pessoas que tomaram a decisão, assim como quem foi informado dela.


Segundo o governo, essa decisão, apesar de envolver a disponibilização de R$ 2 bilhões e a alteração do principal programa social do país, foi tomada de maneira independente por um grupo de técnicos, sem conhecimento da cúpula dos órgãos. Não foi informada ainda, apesar de pedida, a norma que possibilita a esses funcionários ter essa autonomia.


Para essa e as outras perguntas, o banco respondeu, por meio de sua assessoria de comunicação: "A Caixa informa que o posicionamento do banco foi realizado durante entrevista coletiva e por meio de nota de imprensa". O ministério foi em linha similar, ao dizer que as "questões já foram esclarecidas na [entrevista] coletiva do presidente da Caixa".
(Folha de São Paulo)


Gardenia Martins comenta o Brasil

Ela não é jornalista, como confessa, mas dá voz a quem precisa se fazer ouvir, leiam:


"Pois é né meus amigos, a cada dia ta mais difícil defender esse governo, por mais que eu tente (e olha que eu tento pq não tenho elogios para a direita que já esteve tanto tempo no poder), mas nesse momento me dói ainda mais, sou nordestina, estou vendo o sofrimento dos meus irmãos, temos pessoas bem próximas passando sede enquanto a Dilma acabou de emprestar 1 Bilhão ao Sudão para construir uma rodovia, só uma entre outas coisa nesses últimos passeios dela mundo afora. 

"Minha opinião é que ela deveria usar este dinheiro para beneficiar a população brasileira, principalmente a população nordestina e perdoar as dividas da pior seca dos últimos 50 anos !!! Desde o ano passado as previsões não são boas nem para 2013 nem para 2014, então amigos, vamos deixar as paixões políticas de lado e voltarmos a nossa consciência e falarmos até que alguém lá do planalto nos ouça. Vamos botar a cabeça no travesseiro hoje e pensarmos nisso, tem muita gente indo dormir talvez com sede, sem ter tomado banho, outros nem água tinham para cozinhar... Não vamos esperar somente em Deus, vamos fazer também a nossa parte.



Comentários