Não existe segredo que transforme necessitados do bolsa-miséria em seres ideais


Não existem milagres. Não será debaixo da chibata que um povo deixará de precisar do bolsa-miséria. E mister Nula da Silva sabe disso e disso se aproveita.

A manchete diz que a gerente da república ganharia no primeiro turno se a eleição fosse agora, mais de um ano antes do citado processo eleitoral. Ela gerencia um governo incompetente, perdulário, ostentatório, vazado como corrupto em vários círculos. 


O povo não está preocupado com corrupção. Mas não entende que a velha classe média e a nova classe média são o mesmo alvo para o assalto, para o sequestro, para o estupro, para o incendiamento, a nova moda dos coitadinhos que assaltam e matam.

Se o povo quer isso, terá isso.

Do meu modesto blog farei trincheira, e parte de mim a semântica da caserna, que respeito mas não quero ver como poder executivo. 


Precisamos avançar em todas as frentes. Se não for possível tirar a quadrilha do poder, que consigamos eleger um parlamento forte, que faça "fogo cerrado" sobre mamatas e mamateiros.

A linguagem militar, que os safados de plantão aprenderam a manejar bem, serve aqui apenas de alerta. 

A política nunca foi exercício de pureza. Está na hora de aprendermos isso, porque o povão já sabe.

Comentários