Nordeste é o que mais apresenta retração de empregos

Dados do Instituto de Desenvolvimento Industrial (IEDI), de São Paulo, revelam que o Nordeste brasileiro foi a região que mais apresentou índices de retração do emprego industrial, em termos mais simples, de desemprego.

O relatório, de 9 de agosto último, observa que a reação da produção industrial no primeiro semestre de 2013 não foi seguida pelo emprego. "Pelo contrário, a produção industrial cresceu 1,9% nos seis primeiros meses do ano e o emprego industrial caiu 0,7% no mesmo período. Há, portanto, um evidente descasamento entre produção e emprego industriais. O que se observou foi um primeiro semestre muito ruim para o emprego industrial".

Com base em dados do IBGE, nota-se que o recuo no total de ocupados na indústria brasileira recuou em dez dos quatorze locais e em doze dos dezoito setores investigados.



Entre os locais, destacam-se, com elevadas retrações do emprego industrial, Região Nordeste (–4,3%), Rio Grande do Sul (–2,4%), Pernambuco (–7,8%) e Bahia (–4,9%). Setorialmente, os principais recuos da ocupação industrial foram registrados nos segmentos de vestuário (–4,1%), calçados e couro (–5,4%), outros produtos da indústria de transformação (–4,3%), produtos têxteis (–3,8%), máquinas e equipamentos (–1,6%) e madeira (–5,1%). Fonte: IEDI

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

O complexo de Édipo na política brasileira

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?