Qualquer eleição no Brasil hoje está sob grave ameaça de fraude


Enquanto o TSE gasta uma fortuna falando em biometria....De vereador a presidente da República, tudo pode ser fraude: https://www.facebook.com/groups/queromeuvotoimpresso/


Por Ana Prudente

Preciso esclarecer algumas coisas.
Em 2006, filiada ao PTC, passei um sábado inteiro na Convenção do meu partido (do qual já me desfiliei) , o qual acabou por volta das 18hs e que entraria em coligação com outro pequeno partido. Cheguei em casa e depois de 15 minutos o presidente do meu partido me liga e comunica que a coligação estava desfeita. Me deu 16 minutos para decidir, pois precisava de mim, se eu escolheria ser candidata ao governo de SP ou para o Senado.

Eu, que sempre fio defensora de uma carreira política, desde um síndico de prédio e aí por diante, me ví numa situação difícil. Mas eu sabia que teria que assumir alguma responsabilidade, até que não era candidata a cargo nenhum.

Muitas pessoas me perguntaram porque eu me candidatei diretamente ao Senado, sem passar pelas experiências anteriores e eu respondo: foi numa emergência. Não tenho e jamais terei aspirações políticas, não me enquadro nas práticas atuais e nem conseguiria beijar meu inimigo. Não tenho sangue de barata.

E foi na experiência de candidata ao Senado que acabei recolhendo muitos depoimentos, principalmente de candidatos do interior do estado, que passei a me preocupar com o voto eletrônico, sem que tivéssemos o poder da conferência com a inserção do voto impresso. Amigos candidatos não só do meu mas de outros partidos me procuraram e então chamei meu amigo Amilcar Brunazo Filho para reunião num clube de São Paulo . Ele nos passou as diretrizes e conclusão: sem condições de auditar qualquer coisa apenas com as urnas eletrônicas, sem chance. Muitos deles não encontraram nem seu próprio voto na sua seção eleitoral.

Por esta razão assumi este tema como a raiz de tudo de errado que estamos assistindo neste país, de todas as reeleições que não conseguimos frear e muito menos extinguir deste parlamento nojento.

Acreditem, as urnas são fraudáveis e se conseguirmos inserir o voto impresso, será um passo à frente. Me ajudem, por favor!

Grata a quem leu até aqui
Ana Prudente

Comentários