A arma eleitoral de Lula


Por Augusto de Franco

Publicado originalmente no perfil do Facebook de Augusto de Franco

O Mais Médicos é programa prioritário de Lula (não de Dilma). Foi articulado por ele. Ele sabe que três, dois ou até mesmo um (único) médico em uma cidade que nunca teve nenhum, contará com amplo apoio da população. Não é por acaso que em cidades pequenas (a imensa maioria das nossas cidades) um médico que se candidata a vereador ou prefeito tem grandes chances de ser eleito. Considerada a situação lamentável de nosso sistema de saúde, tudo faz sentido. Portanto, para Lula, o Mais Médicos é uma das suas principais armas eleitorais para 2014.

O que espanta é que para ter essa arma, Lula tenha conspirado com uma ditadura. Que tenha aceitado (senão proposto) que os médicos cubanos trabalhariam em regime semi-escravo, sem direito irrestrito de ir e vir no Brasil, sem poder questionar nada, sem poder receber quase 80% da remuneração paga pelo país, que são expropriados pelo governo dos ditadores Castro. Como é que um líder que construiu sua carreira defendendo os direitos dos trabalhadores pode compactuar com tal ignomínia? Os trabalhadores cubanos não são trabalhadores? Para melhorar a situação de saúde dos brasileiros vale compactuar com a opressão e a exploração de estrangeiros?

A resposta é simples. O poder. Tudo pelo poder. O poder pelo poder.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

O complexo de Édipo na política brasileira

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?