A nossa parcela de responsabilidade


Há no mínimo uma contradição entre nós, no Brasil. Um "quadrante" da sociedade quer de volta os militares no poder, sem saber direito como foi a ditadura militar. Outro quadrante quer a autoridade máxima a qualquer custo, prefigurada em Joaquim Barbosa, que não é bobo, leu demais para saber aonde isso tudo vai dar. Outro quadrante, PT e associados, quer caminhar com bem-estar geral controlado pelo partido, movido por ações à direita e à esquerda, numa linha de capitalismo de estado com oportunismo geral e isenção para si mesmo e seus bandidos. Seja como for, os soldadinhos chineses são uma cara possível, e um general na Presidência é primo-irmão de soldados armados a serviço do poder. Teremos que caminhar na direção do voto facultativo e partidos políticos redefinidos pelo voto. Sem isso, não adianta juíz ou general. Dá tudo no mesmo e esse sempre foi o grande problema do Brasil.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

O complexo de Édipo na política brasileira

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?