Acusaram FHC. Mas quem transformou a Petrobras em Pasadena?



Gaste 30 contos e veja como Lula destruiu a Petrobras
Acusaram FHC de querer trocar o nome da Petrobras para Petrobrax. Fizeram pior, trocaram Petrobras por Pasadena. Hoje a Petrobras está listada por auditorias internacionais na posição de número 120 no ranking mundial. Quando FHC deixou o governo era a 15ª do mundo. Inflada artificialmente, na gestão Lula, a Petrobras chegou a ser listada em 6º lugar pela Forbes, em 2011. Acionionistas foram chamados a aumentar o capital investido mediante a promessa de que no futuro ficariam milionários. Era o poder de convencimento de Lula plantando suas primeiras grandes bobagens na administração pública brasileira. Um estudo revelou que entre 2002 e 2011, a Petrobras aumentou em 171% o grau de contratação de terceirizados, diminuindo o número de concursados. Era o início da milagrice lulista dilmense que fez Pasadena virar nome de um trauma social.

E para colocar a cereja no bolo, veja a resposta que a Petrobras deu quando questionada sobre seus planos de ação, antes de surgir a história de Pasadena: "A Petrobras tem uma posição privilegiada em comparação com as demais empresas, o que torna possível à Companhia aumentar suas reservas organicamente, diferentemente das demais empresas que precisam fazer aquisições como estratégia de manter sua relação reserva-produção, o que nem sempre é possível". Fonte: Folha de São Paulo.

Aquisições? Falar nisso hoje é como dar uma corda a quem deseja se enforcar.

Post scriptum:
Alguém quis saber da veracidade da informação quanto a Petrobras ser a 15ª do mundo em 2002. Minha fonte: http://www.anpad.org.br/periodicos/arq_pdf/a_667.pdf

Comentários