TRÊS OBSERVAÇÕES SOBRE A PESQUISA FURADA DO IPEA


Augusto de Franco



Para entender o contexto é bom ler a thread do post: https://www.facebook.com/augustodefranco/posts/746718945360306?stream_ref=10

Observações:

1) É preciso separar os assuntos. A pesquisa mal-feita e o machismo que de fato existe (e que, ademais, é um atributo da sociedade patriarcal antes de sê-lo da sociedade brasileira).

2) Nem todas as sociedades são violentas (as sociedades da chamada civilização patriarcal são violentas, mas o Homo Sapiens está caminhando há cerca de 250 mil anos sobre a terra e apenas nos últimos 6 mil anos encontramos a violência como organizadora do cosmos social, do modo-de-vida que se reproduz ou do fluxo interativo da convivência social - o que é uma evidência de que não somos inerentemente violentos, ou violentos por natureza, seja lá o que isso for).

3) Foi uma jogada de marketing (tanto a pressa e a inconsistência em realizar a pesquisa, quanto a lentidão em assumir o erro), mas não se sabe se com interesses diversionistas (para desviar a atenção dos escândalos como o da Petrobrás) ou como propaganda da direção da instituição (do seu atual presidente, por exemplo, que quis "causar" para sair do relativo ostracismo em que se encontra).

Comentários