Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2014

A querela Romário—Ronaldo pelo menos pariu um bom texto

Romário parece ter entendido as coisas e o texto abaixo mostra que, pelo menos, está bem assessorado na hora de escrever, evitando assim dar mau exemplo a quem acha que estudar é bobagem.

Carta-reposta ao jogador citado

"Ronaldo,

É o seguinte, te respeito como ídolo, como boa parte do povo brasileiro. Suas conquistas são inegáveis, fruto de muito trabalho, superação e bastante suor. Assim como as minhas. Mas como cidadãos brasileiros, especificamente em relação à Copa do Mundo, estamos em lados opostos.

Em 23 de dezembro de 2011, o COL convocou a imprensa e, ao meu lado e de mais quatro deputados federais da Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Deficiência – Mara Gabrilli, Rosinha da Adefal, Luiz Henrique Mandetta, Otávio Leite –, você anunciou a doação de 32 mil ingressos para este segmento da sociedade. O que você disse no evento está registrado: "O Romário não tem que agradecer nada. Somos nós é que temos que agradecê-lo por nos apresentar um projeto desses e nos d…

As mentiras que contam a você sobre o aquecimento global

Modelos que apregoam aquecimento global cometem erros absurdos, alerta estudioso. Análises mais completas mostram que a água profunda dos oceanos está mais fria. E-mails trocados por membros do IPCC mostram que houve arranjo intencional para criar uma ideia global de aquecimento e obter recursos.O professor Molion faz alertas importantes que mostram que uma atitude de conservação ambiental é importante mas por causas verdadeiras.



Qual é a diferença entre bolsonaristas e lulinhistas no Facebook?

A ideia dos grupos no Facebook surgiu da percepção de como é possível ao mesmo tempo unir pessoas e manipulá-las. Aos poucos, o conceito de grupo também foi aprimorado, secreto, aberto, fechado ··· .

Portanto, um grupo aberto visa a atrair mais pessoas e convencê-las de que a causa exposta é boa, de modo a que possam continuar no grupo, fidelizadas.

Bolas, se um grupo aberto visa conquistar adeptos pelo diálogo autoriza a todo e qualquer cidadão a entrar e expressar suas ideias.

O Facebook é, portanto, uma midia social. O grupo fechado, ou secreto, revela de saída o tipo de afinidade que espera. Se alguém entra num grupo feito somente de gays com no máximo 18 anos de idade deve saber porque e o quê vai fazer lá.

Mas quando um grupo político abre um espaço (grupo) no Facebook deve saber que, por definição, terá de estar aberto ao diálogo. Quer queira quer não.

Hoje, publiquei um texto no grupo do Bolsonaro, a quem até respeito, porque assume posições. Mas bastou um comentário e minuto…

Fernando Henrique nunca disse que deveríamos esquecer o que ele escreveu

Por Sergio Vaz

CARTA ABERTA A UM QUERIDO AMIGO QUE SE DIZ EX-PETISTA

Tenho um amigo do peito, o Miltinho, que contesta cada post que entra no meu site 50 Anos de Textos. Hoje, sobre o artigo de Mary Zaidan "Pega na mentira", Miltinho escreveu: "Grandes mentirosos! Outros falam verdades mas pedem que as esqueçam."

Respondi lá, vou responder também aqui:


Pois é, aí é que está a comprovação de que o Goebbels tinha razão: de tanto repetir uma mentira, ela passa a ser tida como verdade. FHC jamais disse a frase “Esqueçam tudo o que eu escrevi”. Mas os petistas, e os petistas que jamais se arrependeram de terem sido petistas, como você, Miltinho, passam a acreditar na mentira tantas vezes repetidas por vocês mesmos.

Mas o que é absolutamente sacal, insuportável, é essa capacidade de todos vocês, petistas e ex-petistas, uns mais envergonhados, outros menos menos, de terem um único argumento na vida: ah, sim, nós erramos, mas vocês também erraram! Nós nos unimos ao Sarney, mas …

Como traduzirão as reticências de Machado de Assis?

Eu ainda estou me perguntando como essa gente cheia de esperteza vai traduzir aquelas milhares de reticências existentes nas páginas de Machado de Assis. Por falar nisso, alguém sabe como escrever as reticências no Facebook? Reticências não são os três pontinhos. São três pontos centralizados na linha, um pouco maiores do que os pontinhos (...) Mas nosso padrão de teclado, já traduzido nos moldes da prostituição que desejam fazer com Machado de Assis, não comporta o sinal gráfico correto das reticências. Ou comporta?

Descobri, no Libreoffice, os sinais da reticência. A diferença entre pontinhos e reticências é a seguinte: Reticências (···) Três pontinhos (...) (··· ...). E pelamordedeus, esqueça as bobagens escritas pelo pessoal do portal Flip. Reticência não é pontuação. É símbolo gráfico que denota ideia por completar ou intencionalmente não declarada (mas que deve fazer pensar).

Como usar a internet com segurança

Acabou o tempo da ingenuidade na internet. Muita gente posta fotos de filhos, de casarões luxuosos, dá até o endereço e telefone. Mas o perigo não está apenas na bandidagem que rastreia os incautos. Como população estamos sendo manipulados. Ao longo dos próximos posts vou dar mais detalhes disso. Para começo, um texto do site Viva o Linux, básico, detalhado, de início talvez complicado para quem se acostumou principalmente com o sistema operacional windows.



Por Narchocaos, do site Viva o Linux.

"Bom, como todos já sabem, existe a NSA, que pode coletar dados de todos os usuários de Internet e telefonia móvel no mundo. Mas, para quem usa Internet, tem como amenizar o problema e talvez, driblar esse tipo de espionagem não autorizada, por parte do Governo dos Estados Unidos.

Através de algumas ferramentas open source, irei mostrar como é fácil usá-las e manipulá-las de forma correta, o que pode assegurar a sua privacidade ao navegar na rede mundial de computadores.

Creio eu, que todo…

A importância da imprensa

O livro Os arquivos de Snodewn, escrito pelo jornalista britânico Luke Harding (versão em português lançada em fevereiro último) é uma prova de que muito mais do que os jornais, os livros hoje são a maior fonte de informação de quem consegue sair das redes sociais, onde se joga montanhas de lixo no ar, e procura ir além da superficialidade facebookiana.

Se Lula lesse ou valorizasse livros certamente passaria a dizer que o maior inimigo do PT são os livros e não os jornais. O livro de Harding é, em verdade, uma boa reportagem de 277 páginas. Colocou a nu a forma como os governos norte-americano e britânico simplesmente resolveram passar por cima de todo e qualquer direito individual, dando-se até o direito de mandar destruir os computadores do jornal londrino The Guardian. "Uma simples palavra digitada no Google ou um simples celular pode virar um gravador e ser rastreado em qualquer lugar do planeta".

O livro está, obviamente, recomendado à leitura de quem deseja debater n…