A maquiagem da CPI num governo que é só maquiagem


Gravíssima uma vez, gravíssima uma segunda vez. E, de repente, o país perdeu a conta de quantas maquiagens o Brasil viveu nos últimos 12 anos, precisamente o tempo de governo do PT.

Logo no início do governo de Dilma ocorreu aquele monte de ministros pegos em transações do tipo "aqui tudo é balcão de negócios". Seis foram demitidos mas seus partidos foram premiados, e eles mesmos estão hoje todo pimpões disputando eleição. Um festival de maquiagem para ninguém botar defeito.

Vargas e aquele moço candidato de mãos dadas com o PCC não foi invenção da imprensa. E todo um circo de maquiagens se armou para dizer que o partido que tudo quer não tem culpa nenhuma. Hoje, a imagem do PT é a imagem da maquiagem.

Não é de hoje que as coisas são combinadas, no mau sentido das coisas. É claro que uma equipe de gestores públicos tem obrigação de conversar entre si e tentar salvar as aparências.

Mas a combinação de resultados é mais grave porque foi realizada no mesmo momento em que a presidente rebaixada que governa o Brasil preparava o já famigerado decreto que passa por cima do Congresso Nacional e de várias entidades da sociedade civil que nasceram precisamente como fruto político da consciência dos cidadãos.

Até pouco tempo atrás, os sindicatos mantinham força e espaço próprios. De tanta maquiagem, não tem mais esse direito, ainda que se arvorem com o velho (e manjado) papo de que defendem o direito dos trabalhadores.

A OAB também gozou por longo tempo a beleza de jamais ser contestada, ou assimilada como uma entidade pelega, e precisamente a partir do mensalão a OAB já é uma entidade pelega.

E as maquiagens foram se sucedendo, nas contas públicas sobretudo, com falsas vendas e operações casadas (maquiadas) para fechar números que fossem convincentes.

Quando o pus começou a vazar por todos os lados, até as análises financeiras feitas pelo mercado foram atacadas, provavelmente porque o governo acha que deviam ser maquiadas também.

De maquiagem em maquiagem o governo atual vai formando uma imagem, a imagem da incompetência, arrogância. E pior do que isso: a imagem de um governo que passa por cima de toda a ordem constitucional para manter a imagem de que representa o povo.

Realmente, faltará guilhotina no dia em que o povo descobrir as tramoias que fazem em nome dele.

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,video-revela-que-houve-fraude-na-investigacao-da-cpi-da-petrobras,1537841

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

O complexo de Édipo na política brasileira

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?