A marcha das promessas


Prossegue a marcha da campanha política em tom de promessas. É tudo imagem. Dilma promete fazer mais e melhor. Mas Lula já disse que não é ela que preside, quem preside o Brasil é o partido. Por isso, acreditar no valor de face das promessas de Lula e de Dilma é acreditar numa fantasia.

Aécio promete cortar metade dos ministérios, mas isso ainda não é um plano de governo. Nem seria possível apresentar um plano completo. Muito da condução do País vai depender dos números reais que o novo presidente encontrar, e a pressão por novos aumentos, que o atual governo esconde.

Eduardo Campos ainda é uma promessa. Não é tão claro quanto Aécio. A base municipal da campanha de Campos está dividida, em algumas cidades apoia deputados do PT, governadores do PSDB e nacionalmente não se sabe o que será.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

O complexo de Édipo na política brasileira

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?