Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2014

Os lençóis de Abreu e Lima

Quem leu atentamente o noticiário sobre os resultados da investigação interna da Petrobras sobre Venina Fonseca deve ter notado algo claramente: os problemas dela começaram quando da pressão que ela fez para que as obras de Abreu e Lima fossem aceleradas para a eleição de 2010. A quem beneficiaria a entrega da obra em tempo mais curto? Como se sabe Abreu e Lima fica em Pernambuco. Havia uma candidata e um candidato? Ela aparece, tem número, receberá votos. Ele receberá o quê, além do poder que detém desde sempre para convidar trabucos e trabucados?

Um cenário hipotético para um mundo real: alguém, graúdo, terá percebido na pressa mais uma chance de “fazer” dinheiro sem saber direito que pito Venina pitava? Ou achava que pitava do mesmo pito também? O então beneficiado pela inauguração da refinaria teria sabido de tudo? Se soube, debaixo dos lençóis de Abreu e Lima, deve ter recomendado algo típico no mundo político há milênios, resumido na frase: “documente tudo”.

Quantas pistas indicam…

A escolha de Venina

Por Lucas Tchermenko

Venina Fonseca pode ter sido escolhida a dedo para entrar na história como a salvadora da Petrobras. Parece estar em curso um figurino que tende a proteger Dilma e Lula.

A sequência de entrevistas, no ritmo de uma "pop star", com direito a 27 minutos do Fantástico, parece ser apenas uma das pontas de um jogo complexo, tão complexo quanto o esquema de desvios, roubos e falcatruas que hoje são a marca da empresa.

Venina parece estar promovendo uma espécie de movimento sindicalista “soft”. Começou de forma muito sutil, cresceu na entrevista da Globo e deve ganhar novos momentos nos próximos tempos. “É preciso que mais funcionários digam o que sabem”, disse ela, levando a argumentação de forma precisa e muito concatenada para um “chamamento” para salvar a empresa.

E quem sempre foi a cabeça sindicalista nos governos do PT desde o primeiro dia de Lula? Um apelo sindicalista pela base agora não funcionaria. Um sindicalismo “soft” é o único meio de as informações c…

Política é profissão?

Por Salvatore D' Onofrio

“Só os visionários enxergam o óbvio” (Arnaldo Jabor)



O jornalista Arnaldo Jabor relata a seguinte confidência feita-lhe pelo dramaturgo Nelson Rodrigues: se Deus perguntar para mim se fiz alguma coisa que preste na vida para entrar no céu, responderei: “Sim, Senhor, inventei o óbvio”. Infelizmente, a maioria da população, incluindo pretensos filósofos, cientistas ou artistas, não enxerga a realidade das coisas que estão ao alcance de um simples olhar inteligente. Seguindo o instinto gregário, o povo se alimenta do caldo cultural em que foi criado, sem pensar sobre a possibilidade da mudança de uma realidade que nos faz sofrer.

É tão difícil tomar consciência de que o bem estar social não está na dependência de ídolos religiosos ou líderes políticos? Transporte coletivo eficiente e barato, educação em tempo integral, assistência médica, dentária e hospitalar satisfatória, segurança pública, são obrigações do Estado e não favores dos governantes, p…