Mensagens

A mostrar mensagens de 2017

Levantar a ponta do véu da saúde mostra que a noiva está sem calcinha

Imagem
Por Alexandre Graviloff

A falta de dinheiro para a Saúde é gritante. O que o Brasil investe não sustenta um sistema complexo como o SUS. Mas a falta de grana, por mais grave que seja, não é a mais importante. Quase nenhum sistema de Saúde tem boa gestão. Se o orçamento da Saúde dobrar, assim, na maior, de hoje para amanhã, da forma como o sistema funciona hoje, haverá desperdício. O Brasil vai jogar dinheiro fora. 
Os governantes iriam construir um monte de hospital. Isso não resolve o problema. Precisamos de mais grana, mas antes precisamos saber como usar bem essa grana. Enquanto não tivermos um sistema de atenção primária funcionando adequadamente, o diagnóstico dos hipertensos e diabéticos continuará a ser feito apenas quando ele chega a uma emergência. É uma irracionalidade porque isso é pior para o paciente e mais caro para o sistema. 
Outro grande problema da administração direta é a área de recursos humanos. Tem gente imbecil que acha que o problema é salário. Aí aumenta o salári…

O que o PSDB precisa fazer para ser PSDB?

Imagem
Por Alexandre Graviloff

Há poucas semanas diante de uma plateia formada por diversos deputados tucanos da Assembleia Legislativa paulista, além de integrantes do DEM, PSD e PP, que elogiava e aplaudia Serra, o senador disparou uma de suas famosas pérolas: "Para entender o PSDB, só com psicanálise".

Não seria de todo ruim recordar que há duas décadas vivíamos a mesma síndrome de identidade, a ponto da direção do partido ter elaborado um documento denominado "PSDB no divã", a partir de entrevistas com 25 líderes tucanos e de relatos sobre atividades dos diretórios.

Qual foi a linha principal do documento? Que os tucanos queriam se diferenciar do PFL e ganhar força na aliança que apoia o governo e a candidatura de FHC à reeleição em 1998.

Ipsis litteris do documento: "O PSDB está apequenado, mirrado, sem capacidade de divulgar seus conceitos ao país. Com isso, tem perdido a guerra da comunicação para partidos que fazem menos e aparecem mais e melhor".

Entre os tu…

A arte política em desafio

Observando bem de perto as ações histéricas dos petistas em Osasco quando da visita do prefeito de São Paulo João Doria, para receber inusitado título de cidadão osasquense, mais um pedaço de uma trama política parece ter se concretizado.
Os velhos tucanos estão desapontados. Os histéricos petistas estão desapontados (mesmo que se escondam sob siglas de aluguel como PSTU, PSOL e partidos ainda piores). Lá estavam naquilo que chamam manifestação, petistas conhecidíssimos, agindo em bando, provocando atritos de toda ordem. Uma estudante baixinha provocava a discussão, fazia a coisa “esquentar” e então chamava os grandões para ver se colhia uma pancadaria qualquer.
Os dois grupos agiam em nome da arte política, movida dos bastidores por cordéis invisíveis.
Há duas jogadas geniais na política brasileira dos últimos tempos.
A primeira do PT, que livrou-se de Dilma e ainda posa de vítima, como se tivesse havido um golpe de estado.  Mesmo depois de Eduardo Cunha declarar que encontrou-se com L…

Teria a morte deixado de comparecer no horário marcado?

O abraço de estadistas entre FHC e Lula ocorreu quando Marisa ainda estava viva. Mais do que gafe, toda a antecipação do velório e doação hipotética de órgãos correu em ritmo tal que chega a parecer mesmo que há algo de podre no reino da morte de dona Marisa. Além da hipocrisia, naturalmente, daqueles que esperam de nós grande fidalguia na morte dela que fidalguia nenhuma mostrou enquanto viva. E o clima reinante no "velório" hospitalar foi estranho. Alguém perguntou: festa do quê?"

As mulheres esqueceram ou superaram os seus próprios feitos

Este 4 de fevereiro é um dia especial para as mulheres, mas elas não sabem. Ou esqueceram. Ou se libertaram de suas próprias comemorações.

Pois o dia 4 de fevereiro é ao mesmo tempo o aniversário de um nascimento e de uma morte, círculo que se abriu a 4 de fevereiro de 1921, quando ela nasceu, e se fechou em 4 de fevereiro de 2006, quando ela morreu, aos 85 anos.

Com um livro chamado “Mística feminina”, de 1963, ela deu corpo àquilo que a história chama hoje de o segundo movimento feminista. Olhou para a vida das mulheres e fez um raio-x do casamento, da família, das funções que a igreja colocou sobre os ombros delas. Morreu infeliz, segundo relatos de terceiros, dizendo que a emancipação feminina parou no sexo. Frase também atribuída a outra feminista, Camile Paglia.


Hoje, pensar nela é olhar a Júlia, de Rousseau, romance escrito há mais de 250 anos, destinado a passar a limpo a história de amor e morte de Heloísa e Abelardo, outro romance mas do século 12 no qual pelo amor de uma mulhe…

Os 32 senadores investigados

Imagem
ACIR GURGACZ (PDT-RO)




Senador desde 2009, Acir Gurgacz responde ao Inquérito 3011 pelo crime de dano ao erário.







AÉCIO NEVES (PSDB-MG)




O senador tucano é investigado nos inquéritos 4246 e 4244 pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O presidente do PSDB é acusado de receber vantagens ilícitas de empresa contratada pela estatal Furnas Centrais Elétricas.

Segundo a denúncia da PGR, recursos irregularmente desviados de Furnas recebiam verniz legal por intermédio de pessoas jurídicas ligadas à irmã do senador tucano. Além disso, ainda de acordo com a acusação, o dinheiro era destinado a contas no exterior, por meio de doleiros, o que configura evasão de divisas.

A assessoria de Aécio Neves diz o seguinte:

“O senador Aécio Neves não responde a nenhum processo no Supremo Tribunal Federal, a nenhuma ação ou denúncia do Ministério Público Federal ou da Justiça Federal e também não é investigado na Operação Lava Jato.

Em razão de uma citação feita em delação premiada do ex-senador do …