Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2017

Teria a morte deixado de comparecer no horário marcado?

O abraço de estadistas entre FHC e Lula ocorreu quando Marisa ainda estava viva. Mais do que gafe, toda a antecipação do velório e doação hipotética de órgãos correu em ritmo tal que chega a parecer mesmo que há algo de podre no reino da morte de dona Marisa. Além da hipocrisia, naturalmente, daqueles que esperam de nós grande fidalguia na morte dela que fidalguia nenhuma mostrou enquanto viva. E o clima reinante no "velório" hospitalar foi estranho. Alguém perguntou: festa do quê?"

As mulheres esqueceram ou superaram os seus próprios feitos

Este 4 de fevereiro é um dia especial para as mulheres, mas elas não sabem. Ou esqueceram. Ou se libertaram de suas próprias comemorações.

Pois o dia 4 de fevereiro é ao mesmo tempo o aniversário de um nascimento e de uma morte, círculo que se abriu a 4 de fevereiro de 1921, quando ela nasceu, e se fechou em 4 de fevereiro de 2006, quando ela morreu, aos 85 anos.

Com um livro chamado “Mística feminina”, de 1963, ela deu corpo àquilo que a história chama hoje de o segundo movimento feminista. Olhou para a vida das mulheres e fez um raio-x do casamento, da família, das funções que a igreja colocou sobre os ombros delas. Morreu infeliz, segundo relatos de terceiros, dizendo que a emancipação feminina parou no sexo. Frase também atribuída a outra feminista, Camile Paglia.


Hoje, pensar nela é olhar a Júlia, de Rousseau, romance escrito há mais de 250 anos, destinado a passar a limpo a história de amor e morte de Heloísa e Abelardo, outro romance mas do século 12 no qual pelo amor de uma mulhe…

Os 32 senadores investigados

Imagem
ACIR GURGACZ (PDT-RO)




Senador desde 2009, Acir Gurgacz responde ao Inquérito 3011 pelo crime de dano ao erário.







AÉCIO NEVES (PSDB-MG)




O senador tucano é investigado nos inquéritos 4246 e 4244 pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O presidente do PSDB é acusado de receber vantagens ilícitas de empresa contratada pela estatal Furnas Centrais Elétricas.

Segundo a denúncia da PGR, recursos irregularmente desviados de Furnas recebiam verniz legal por intermédio de pessoas jurídicas ligadas à irmã do senador tucano. Além disso, ainda de acordo com a acusação, o dinheiro era destinado a contas no exterior, por meio de doleiros, o que configura evasão de divisas.

A assessoria de Aécio Neves diz o seguinte:

“O senador Aécio Neves não responde a nenhum processo no Supremo Tribunal Federal, a nenhuma ação ou denúncia do Ministério Público Federal ou da Justiça Federal e também não é investigado na Operação Lava Jato.

Em razão de uma citação feita em delação premiada do ex-senador do …